“NÃO SE PREOCUPEM COM O TÍTULO. A MINHA PREOCUPAÇÃO É A SAÚDE DOS AVAREENSES”, DIZ MÉDICO QUE NÃO TEVE HONRARIA VOTADA NA CÂMARA

781 0

Durante a sessão da Câmara de Avaré, realizada na segunda-feira, dia 25 de abril, a vereadora Adalgisa Ward (PSD) leu, na palavra livre, uma carta enviada pelo Médico Pneumologista Valmir Kuniyoshi, o que teria gerado constrangimento no legislativo.
Em março, Adalgisa apresentou um projeto para conceder o Título de Cidadão Avareense ao médico. Porém, o suplente a vereador Lázaro Carvalho Filho (MDB), que ocupava a função de Carla Flores, pediu que a votação fosse adiada.
No início da tramitação, o projeto teve parecer favor favorável do Departamento Jurídico da Câmara.
Na carta apresentada e lida na sessão de segunda-feira (25), o médico agradece a vereadora por apresentar o projeto. “Agradeço imensamente o carinho que recebi de todos que, de uma maneira ou de outra, quiseram me homenagear com o título de cidadão avareense, especialmente a vereadora Adalgiza, que, gentilmente, apresentou esse projeto. Estou em Avaré há mais de 25 anos e já me sinto avareense. Meus filhos aqui nasceram e já criei raízes nessa cidade. Eu me senti lisonjeado com tal homenagem, mas isso não modifica o afeto que sinto por todos. Portanto, peço que nos concentremos na luta pelo combate à COVID em nossa cidade e não em debates desnecessários que não vão interferir em meu trabalho e em minha dedicação”.
Diante da situação que foi gerada na Câmara, o médico pediu para que os vereadores não se preocupassem com o título de cidadão. “Desse modo, não se preocupem com o título. A minha preocupação é a saúde dos avareenses. As minhas conquistas são as vidas que consigo salvar e não os títulos que acumulo”.
O fato da Mesa Diretora do legislativo não ter dado sequência na tramitação do projeto foi amplamente criticado pela vereadora Adalgisa Ward.

HISTÓRIA – O médico nasceu em 14 de setembro de 1963, na cidade de Cornélio Procópio, no estado do Paraná. No mesmo ano, seus pais decidiram migrar para Guarulhos, a fim de proporcionar melhores oportunidades de estudo para os seis filhos.
Valmir viveu a infância com espontaneidade e energia, como na ocasião em que subiu na carteira no meio da aula para ver passar o caminhão dos bombeiros ou quando amarrou um lençol no pescoço e salto do muro da casa, acreditando que era capaz de voar.
Não venceu a força da gravidade, mas ainda assim acreditando na própria capacidade, sempre incentivado pelos pais e irmãos. Extrovertido e comunicativo, enturmava-se na escola, no clube da comunidade Okinawa, no futebol e no judô.
Muito cedo surgiu a decisão de se tornar médico e, para isso, dedicou-se aos estudos. Seu esforço o levou a conquistar a tão sonhada vaga no vestibular do meio do ano na Universidade Estadual de Londrina. Mas sua busca não se encerrou ali.
Movido pela preocupação com a família, ele decidiu se empenhar para enfrentar mais vestibulares a fim de cursar Medicina em São Paulo. Então veio a aprovação no curso da UNESP de Botucatu. Em pouco tempo, familiarizou-se com a cidade do interior e fez amizades que perduram até hoje. Lá conheceu sua esposa, a botucatuense Maria Cristina. Após seis anos de graduação, foi fazer residência em cirurgia geral na OSEC, São Paulo.
Porém, seu sonho era cursar residência na UNESP, o que se tornou realidade em 1991, quando surgiu uma oportunidade no Departamento de Cirurgia Torácica. Já no último ano de residência.
Valmir e Maria Cristina casaram-se, no início de 1996, mudaram-se para Avaré. No início montou consultório na Clínica Santa Mônica, enquanto dava plantões no Pronto Socorro Municipal, onde tornou-se diretor. Aos poucos, passou a trabalhar em outros locais, como no Posto de Saúde da Rua Acre, na Penitenciária e na justiça Federal.
Nasceram dos filhos, Maria Laura e José Ricardo. Mesmo com tantas ocupações, fez mestrado em cirurgia torácica na UNESP, e obteve o Título de Pneumologia pela Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia.
Nos últimos anos, passou a fazer parte da diretoria da UNIMED de Avaré e, para aprimorar sua formação, fez pós-graduação em Gestão Hospitalar. Atualmente, concilia seu cargo de diretor com o consultório, agora na Clínica Pró-Vida.
Em 2021, ao perceber a grande procura por consultas devido à pandemia, criou o ambulatório para COVID, o qual é responsável por atender dezenas de avareenses diariamente.

Veja Também

%d blogueiros gostam disto:

Net @ - sites para internet