Correios lança a Emissão Especial Filatélica Festa do Senhor Bom Jesus do Bonfim

47 0

Os Correios realizaram hoje (14), às 9h, o lançamento da Emissão Especial Festa do Senhor Bom Jesus do Bonfim, em Salvador/BA. A solenidade aconteceu no auditório da sede da Devoção do Senhor Bom Jesus do Bonfim (em frente à Igreja, na Praça Senhor do Bonfim, nº 236, Bonfim), com a presença do Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Salvador, Dom Dorival Souza Barreto Júnior, do Cônego da Basílica Santuário do Senhor do Bonfim de Salvador, Padre Edson Menezes da Silva, e do Juiz da Irmandade do Senhor do Bonfim Francisco, José Pitanga Bastos.
A Festa do Senhor Bom Jesus do Bonfim é uma celebração tradicional que ocorre desde o século XVIII. Sua origem remonta à Idade Média, na Península Ibérica e na devoção ao Senhor Bom Jesus ou Cristo Crucificado. Integra o calendário litúrgico e o ciclo de Festas de Largo de Salvador e é realizada anualmente, sem interrupção, desde 1745. A Festa do Senhor Bom Jesus do Bonfim – inscrita no Livro de Registro das Celebrações, em 2013 – articula duas matrizes religiosas distintas, a católica e a afro-brasileira, e incorpora diversas expressões da cultura e da vida social soteropolitana. Está profundamente em enraizada no cotidiano dos habitantes de Salvador, e possui grande poder de mobilização social.
Durante o mês de janeiro, a celebração reúne ritos e representações religiosas, além de manifestações profanas e de conteúdo cultural. As festividades de Nosso Senhor Bom Jesus do Bonfim, na Basílica do Senhor do Bonfim, em Salvador, começam com a novena que segue até o sábado, véspera do dia da Festa, o segundo domingo depois da Festa de Reis. A exceção fica por conta da quinta-feira, quando a Basílica fecha em virtude da lavagem do adro. Nesse dia, o cortejo que sai da Igreja da Conceição da Praia, no bairro do Comércio, é recebido com a benção proferida da janela da Basílica. Todos os anos, no mês de janeiro, fiéis de todas as paróquias da Arquidiocese de Salvador sobem a Colina Sagrada para render graças ao Senhor do Bonfim.
Após o encerramento da última novena, no sábado à noite, em frente à Igreja do Bonfim, acontece a apresentação dos Ternos de Reis. No Dia do Senhor do Bonfim, na manhã do segundo domingo após a Epifania, é realizada a Missa Campal, de caráter solene, no adro da Igreja do Bonfim, representando o ápice dos eventos litúrgicos e o encerramento da parte religiosa desta celebração. No dia festivo, a programação tem início com a alvorada às 5h e segue com missas, sendo que às 10h30. Às 16h, os devotos e reúnem na Igreja dos Mares para a procissão dos Três Pedidos, que percorre o largo de Roma em direção ao Bonfim. Uma pregação e a benção do Santíssimo Sacramento encerram os festejos. Muita luz na iluminação da Igreja A Basílica iluminada é uma peça de cristal incandescida que, erguida sobre a colina, é vista à longa distância, em ocasiões especiais.
Além destes, há outro bens, expressões e rituais agregados e também constitutivos da Festa do Bonfim: os Afoxés e grupos musicais que acompanham o Cortejo; os grupos de Capoeira que se apresentam espontaneamente ao longo do percurso e no Largo do Bonfim; os grupos de Bumba-meu-Boi; os Mascarados e a Burrinha; as carroças enfeitadas, puxadas por jegues, que inicialmente levavam a água usada na Lavagem; os rituais que envolvem a Medida do Senhor do Bonfim, fitas de tecido que são amarradas no pulso ou no gradil da Igreja; o cumprimento de promessas por parte dos devotos, as romarias e o depósito de ex-votos em dependência da Basílica. A Festa se completa com as rodas de samba na praça e nas barracas que se distribuem ao longo do percurso e no entorno da igreja.

Arte do selo – Essa emissão é composta por dois selos. O primeiro mostra duas crianças de costas, correndo em direção à sua comunidade, com a Basílica Senhor do Bonfim no fundo. Sua silhueta é destacada pelas fitinhas coloridas que são um dos elementos mais conhecidos e populares dessa festividade. O segundo selo mostra uma ilustração de Jesus Cristo crucificado, no estilo da imagem original do Senhor do Bonfim que se encontra dentro do Santuário. O desenho está em perspectiva de quem está vendo de baixo. A cor azul adorna todo o selo, bem como as fitinhas coloridas, em sua base. Foram utilizadas técnicas mistas de ilustração manual e digital.
Com tiragem de 160 mil selos (80 mil de cada) e valor de R$ 2,10 cada, os selos estarão disponíveis na loja virtual e também nas principais agências do país a partir de 21 de janeiro.

Veja Também

Que venha um Ano melhor

Posted by - 29 de dezembro de 2015 0
Artigo – Arnaldo Jardim é deputado federal licenciado (PPS-SP) e secretario de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo…
%d blogueiros gostam disto:

Net @ - sites para internet