Simone Marquetto classifica obras da USCS com curso de Medicina como uma das maiores conquistas de sua gestão para Itapetininga

43 0

Em meio a diversos funcionários que trabalham nas obras de adaptação do prédio do Campus da USCS – Universidade Municipal São Caetano do Sul, em Itapetininga, a prefeita Simone Marquetto visitou nesta quinta-feira (13), as futuras instalações onde, em uma conquista inédita para o município, mais de 50 alunos aprovados de toda a região ingressaram no sonhado Curso de Medicina.
Simone, acompanhada de seu Vice, Jeferson Brun, do reitor da USCS, Prof. Dr. Leandro Prearo e de diversos representantes do corpo Administrativo do Campus Itapetininga, percorreram as dependências da unidade e puderam presenciar, in loco, todo o processo de transformação do prédio que abrigará a primeira faculdade de Medicina de Itapetininga. O investimento da universidade para instalação do campus município é de 3,5 milhões.
Os futuros médicos terão à sua disposição o que há de mais avançado em aparelhos técnicos específicos para formação, com tecnologia internacional, desde robôs para as aulas e demonstrações práticas de atendimentos até mesa com tecnologia 4D para simulação de imagens.
As instalações incluem também laboratório morfofuncional, onde os alunos aprenderão conceitos de Anatomia e Fisiologia, oito consultórios médicos para simulação de atendimentos, sala de bioquímica, além de uma Biblioteca para que os universitários e todas as dependências administrativas.
Acompanhada pela professora Jocelene Batista Pereira, Gestora do Curso de Medicina e pelo professor Paulo Sérgio Lopes Ruiz Ruiz, Coordenador do Campus Itapetininga, a prefeita Simone pode conferir cada detalhe da obra, que de imediato já emprega 80% de sua mão de obra da própria cidade.
A expectativa do reitor da USCS é de que o local esteja pronto até meados de fevereiro.
“A gente está fazendo com todo amor e carinho para a cidade e para a região”, destacou o Prof. Dr. Leandro Prearo.
A região, aliás, conta com 80% dos alunos aprovados no vestibular. Além de Itapetininga, o meio acadêmico contará com universitários de mais 24 municípios, entre eles, Sorocaba, São Miguel Arcanjo, Tatuí, Votorantim e Araçoiaba da Serra.
Um dos pontos altos na instalação do Campus da USCS em Itapetininga está no aquecimento de toda a cadeia de consumo da cidade com a vinda dos futuros médicos para o município.
O mercado de locação de imóveis, comércio de móveis e eletrodomésticos e alimentação são os primeiros a sentirem os reflexos do novos Campus, uma vez que o curso funciona em período integral e os alunos já iniciam seu processo de instalação no município.
Mas o maior destaque está na saúde pública do município. No curso de Medicina, pelas diretrizes curriculares do Brasil, desde o primeiro semestre os alunos podem atuar, sob supervisão de mestres, em unidades de saúde e no Hospital “Dr. Léo Orsi Bernardes”, prestando serviços à comunidade.
Muito feliz com a vinda do Campus da USCS em Itapetininga, a prefeita Simone Marquetto fez questão de mencionar todo o trabalho realizado no decorrer de sua administração.

“Esta é uma das maiores conquistas da nossa gestão”, classificou categoricamente Simone e acrescentou – “Estou muito feliz! É um sonho sendo realizado. Foram anos de trabalho, toda quarta-feira estava lá no Conselho Estadual de Educação, mostrando nosso projeto, trabalhando para que nós tivéssemos um campus da USCS aqui em Itapetininga. E o trabalho chega nesse momento, já de terminar a obra, de entregar o prédio. Com certeza, com os alunos aqui, o campus estará movimentando a economia, gerando qualidade de vida, saúde pública, geração de emprego, arrecadação de impostos e ainda mais qualidade para os serviços de saúde pública, que é o mais importante, o principal propósito, com a vinda de especialistas que ainda não temos na cidade. Estou muito feliz”, repetiu a chefe do Executivo sem esconder sua felicidade.

Veja Também

%d blogueiros gostam disto:

Net @ - sites para internet