Prefeitura de Itapetininga lança o Projeto “Parada Científica” para crianças e adolescentes nas quatro unidades do Parada Jovem

1071 0

A popularização da ciência como instrumento de aprendizado, da construção do ser humano. Esse é um dos inúmeros objetivos e benefícios alcançados com a criação do “Parada Científica”, projeto da Prefeitura de Itapetininga, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Promoção Social, e que conta com a parceria da Secretaria Municipal da Educação e do Instituto Federal de São Paulo – IFSP.
A proposta inovadora, que aborda a ciência de forma lúdica, com uma linguagem adequada aos jovens de 11 a 18 anos incompletos, será realizada a partir da próxima segunda-feira (09), com cronograma direcionado nas quatro unidades do Programa “Parada Jovem”, projeto sociocultural pioneiro da gestão municipal, voltado à crianças e adolescentes, instalado em áreas de maior vulnerabilidade social.
Inicialmente estão previstas 80 vagas, que serão divididas entre as quatro unidades do “Parada Jovem”, atualmente instaladas no Parque São Bento (no CEU das Artes) e nas vilas Arruda, Hungria e Mazzei.
Segundo com a coordenação do projeto, a ideia é, primeiramente, apurar o interesse dos atuais frequentadores dos espaços e, de acordo com a existência de vagas remanescentes, inscrever novos participantes para adesão ao projeto.
Serão realizadas oficinas em que serão construídos experimentos de baixo custo, que abordam diversas áreas do conhecimento científico, enfatizando sua relação direta com o cotidiano, aplicando métodos interativos e práticos para que os alunos aprendam por meio de experimentação e participação, fazendo assim com que a ciência seja vista com um conceito também de diversão.
A parceria da Secretaria Municipal de Educação, por meio da cessão de materiais e de uso do Espaço Giroscópio de Ciência de Itapetininga, bem como do Instituto Federal de São Paulo – Campus de Itapetininga, com empréstimo de itens para utilização no decorrer das oficinas, oferece materiais e conteúdos didáticos específicos para o enriquecimento do aprendizado.
O objetivo de cada oficina é de mudar a maneira como as crianças e adolescentes percebem a ciência e os conceitos científicos. A metodologia aplicada trata de uma abordagem prática, incentivando a participação e os envolvendo à medida que estão sendo educados. A proposta não se restringe a desenvolver o interesse pela ciência, mas também criar uma autocrítica desde cedo, que é de extrema importância para o crescimento pessoal dos alunos.
Acima de tudo, o projeto visa oferecer a possibilidade de o público-alvo ter acesso a atividades que possam promover seu protagonismo e distanciá-los das situações de riscos que lhes são impostas diante de suas realidades.

As oficinas serão realizadas de acordo com o cronograma a seguir:

Segunda-feira – 15h00 às 16h00 e 17h00 às 18h00 no Parada Jovem 4, localizado no Céu das Artes (Bairro Jardim Bela Vista);
Terça-feira – 15h00 às 16h00 e 17h00 às 18h00 no Parada Jovem 3 (Vila Mazzei);
Quarta-feira – 15h00 às 16h00 e 17h00 às 18h00 no Parada Jovem 1 (Vila Arruda);
Sexta-feira – 15h00 às 16h00 e 17h00 às 18h00 no Parada Jovem 2 (Jardim Shangrilá);
Mais informações podem ser obtidas por meio do contato da Secretaria de Promoção Social no telefone (15) 3273-2122, de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas, com Maria Helena, Camila ou Mariana.

Veja Também

%d blogueiros gostam disto:

Net @ - sites para internet