Farturenses de 18 a 39 anos, com comorbidades e beneficiários do BPC, serão vacinados contra a Covid-19

124 0

Pacientes podem retirar senhas no Centro de Saúde a partir desta terça-feira (8), das 7h às 11h; imunização acontecerá na sexta-feira, (11), mediante agendamento

Na próxima sexta-feira, 11 de junho, os moradores de Fartura com comorbidades e beneficiários do BPC (Benefício de Prestação Continuada), com idades entre 18 e 39 anos, serão imunizados contra a Covid-19. A informação foi divulgada pela Coordenadoria de Saúde. Estes munícipes podem ir até as unidades de Saúde onde possuem cadastro para a retirada das senhas e agendamento, entre terça-feira (08/06) e o dia da vacinação, das 7h às 11h.
Os farturenses que se enquadram neste grupo prioritário receberão as doses no Centro de Saúde Dr. Alécio Ravanelli, mediante horário marcado. Para receberem a primeira aplicação, os pacientes precisam comprovar que possuem uma das comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde – acompanhe lista completa no link: http://bit.ly/lista_comorbidades
O morador deve apresentar, no momento da vacinação, um documento com foto e o documento que prova a existência da comorbidade ou relatório médico com CID, denominando a patologia, com CRM do profissional.
A Coordenadoria informa que os moradores que ainda não foram imunizados nas fases anteriores, mas deixaram seus nomes na lista de espera, receberão contato da equipe da Sala de Vacinas assim que as novas doses, destinadas especificamente para complementação dos grupos anteriores, estiverem disponíveis.

Mais informações: (14) 3308-9400.

Vacina Contra a Fome

Fartura aderiu à Campanha “Vacina Contra a Fome”, instituída pelo Governo do Estado de São Paulo. A ação consiste na doação de alimentos não perecíveis, no momento da aplicação da vacina contra o Coronavírus. A contribuição é arrecadada no Centro de Saúde Dr. Alécio Ravanelli e depois encaminhada à Coordenadoria de Assistência e Desenvolvimento Social, a qual prepara as cestas básicas e faz a distribuição às famílias em situação de vulnerabilidade social no município.
Os moradores dos grupos prioritários, no dia da imunização, podem cooperar e levar um quilo de alimento não perecível. Caso não seja possível doar, a aplicação estará garantida da mesma forma – desde que a pessoa seja participante do grupo vigente para receber o imunizante.

Veja Também

%d blogueiros gostam disto:

Net @ - sites para internet