São Bento conquista o acesso à elite do Campeonato Paulista

125 0

A equipe também carimbou o passaporte à final do Campeonato Paulista da Série A2

O São Bento está de volta à elite do futebol paulista. Em uma partida que durou dois dias, já que foi paralisada na última terça-feira (29) por conta na neblina que invadiu o gramado do Estádio Municipal Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo, o time sorocabano conquistou o acesso para a primeira divisão estadual.
O recomeço foi na tarde desta quarta-feira (30), também no ABC Paulista, para terminar os 16 minutos regulamentares que faltavam do jogo. O São Bernardo aumentou o placar, fez 2 a 0, mas foi insuficiente para derrubar a vantagem que o São Bento construiu na partida de ida, em Sorocaba, quando venceu por 3 a 0.
Ao apito final, os jogadores e comissão técnica beneditina foram para festa, aos gritos de “o Bentão voltou”. Eles comemoraram o acesso à Série A1 do Paulistão e a decisão da A2.

O reinício
A retomada da partida nesta quarta-feira (30) foi em uma falta pelo lado esquerdo do ataque do São Bento. E os sorocabanos quase empataram o jogo. Na cobrança, Thiago Primão bateu com força na bola, obrigando o goleiro Gabriel Gasparotto a fazer grande defesa para manter o São Bernardo com o 1 a 0 no placar.
Com a necessidade de buscar o placar, o Bernô voltou com a mesma jogada, a bola aérea. E foi exatamente assim que saiu o segundo. No cruzamento para a área, Allan Dias marcou. Os donos da casa ainda precisavam de mais um gol para levar aos pênaltis.
Já nos acréscimos, o Bentão por pouco não diminuiu. Na jogada pela direita, Ruan tocou para Bambam, que finalizou, mas foi parado pela defesa de Gasparotto. Os donos da casa ainda tentaram, mas a vaga ficou com o Bentão.

A primeira parte do jogo
Mesmo com esse resultado, os sorocabanos garantiram o acesso, já que venceram por 3 a 0 no confronto de ida. O São Bernardo precisava vencer por três gols de diferença para levar a disputa para os pênaltis ou vencer por quatro gols para ficar com a classificação no tempo normal.
Precisando derrubar a grande vantagem do São Bento, o técnico do São Bernardo, Marcelo Veiga, escalou Gildo e Marylson no ataque. Dois centroavantes altos para jogar a bola dentro da área beneditina. E foi assim que teve a primeira oportunidade.
Na cobrança de falta, Léo Cereja mandou na cabeça de Allan Dias, mas o camisa 8 não conseguiu cabecear com força e facilitou para a defesa de Lucas Macanhan. Após uma pressão inicial do Bernô no jogo aéreo, o São Bento teve ótima chance.
Bambam ganhou na velocidade de Guilherme Mattis e invadiu a área. O camisa 9 viu que Jair estava melhor posicionado e deu um belo passe de calcanhar, o atacante finalizou com força de pé direito e parou na grande defesa de Gabriel Gasparotto.
Depois dos 30 minutos, o São Bernardo voltou a pressionar. Em jogada confusa dentro da área, Douglas Assis acabou derrubando Allan Dias. Pênalti marcado. Marylson foi para cobrança e converteu, mas a arbitragem mandou voltar por conta da invasão da grande área pelos donos da casa.
Na segunda batida, por muito pouco Lucas Macanhan não fez a defesa. O goleiro do Bentão chegou a encostar na bola, mas sem força o suficiente para evitar a abertura do placar: 1 a 0. Ainda na primeira etapa, os sorocabanos tiveram a chance de empatar com Denner, que acabou travado pela zaga na hora da finalização.
O início da segunda etapa manteve o mesmo ritmo do primeiro tempo. O São Bernardo buscando a jogada aérea e o São Bento marcando e com muita dificuldade para conseguir chegar ao campo ofensivo.
Com a entrada de Ruan, os sorocabanos conseguiram três arrancadas pelo lado direito, mas pecava na hora do último passe. O Bernô tinha apenas uma jogada ofensiva, o jogo aéreo. Um grande chance para ampliar foi no cabeceio de Natan, mas bem defendido por Macanhan.
Aos 29 minutos do período final, o jogo foi paralisado pelo árbitro Márcio Henrique de Góis por conta da forte neblina que invadiu o gramado do Estádio Municipal Primeiro de Maio. Após uma hora de espera, sem condições de retornar a partida, a arbitragem encerrou o jogo. (Zeca Cardoso)

São Bernardo 2 x 0 São Bento
São Bernardo – Gabriel Gasparotto; Lucas Mota, Guilherme Mattis, Luanderson e Fernando Júnior (ará); Natan e Allan Dias e Léo Jaime (Ítalo); Léo Cereja (Douglas Santos), Gildo (Matheus Matias) e Marylson. Técnico: Marcelo Veiga

São Bento – Lucas Macanhan; Alison (Lucas Silva), Bruno Leonardo, Douglas Assis, Marcelo e Pablo (Allan Vieira); Fábio Bahia, Thiago Primão e Denner (Igor) (Evandro); Jair (Ruan) e Bambam. Técnico: Edson Vieira

Gols – Marylson, aos 36 minutos do 1º tempo, e Allan Diase, aos 40 minutos do 2º tempo (São Bernardo)

Árbitro – Márcio Henrique de Góis

Cartões amarelos – Allan Dias, Léo Cereja (São Bernardo); Bruno Leonardo, Thiago Primão, Marcelo, Paulo Vitor (São Bento)

Cartão vermelho – Celinho (São Bento)

Local – Estádio Municipal Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo

Veja Também


Net @ - sites para internet