Compositor Aldir Blanc morre aos 73 anos Artista estava internado desde o dia 15 de abril com complicações causadas pelo coronavírus

300 0

GAÚCHAZH

Morreu nesta segunda-feira (4), aos 73 anos, o compositor, escritor e cronista Aldir Blanc, após uma infecção generalizada em decorrência do coronavírus. Ele estava internado no Hospital Universitário Pedro Ernesto, no Rio de Janeiro, desde o dia 15 de abril, onde permaneceu sedado o tempo inteiro devido à gravidade do estado de saúde.
Em 50 anos de carreira, Aldir escreveu cerca de 500 canções, tornando-se um dos principais compositores da música popular brasileira (MPB). É dele a autoria de O bêbado e a equilibrista, escrita em parceria com João Bosco e que se tornou um hino pela campanha da anistia na voz de Elis Regina.

Antes de se dedicar apenas à música, Aldir Blanc chegou a ingressar na faculdade de medicina. Porém, abandonou o curso em 1973. Outras composições conhecidas são Bala com Bala, Dois pra Lá, Dois pra Cá, O Mestre-Sala dos Mares, De Frente Pro Crime, Caça à Raposa e Resposta ao Tempo (parceria com Cristóvão Bastos que fez sucesso na voz de Nana Caymmi).
Nas redes sociais, personalidades da música, da literatura e fãs manifestaram pesar pela morte de Aldir:

Veja Também

%d blogueiros gostam disto:

Net @ - sites para internet