Sanidade animal garantida

23 0

Arnaldo Jardim é secretário da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo e deputado federal PPS/SP (licenciado)

Manter a sanidade animal e vegetal, fundamental para nossa produção agropecuária, é um dos principais desafios da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, o que é feito especialmente pela Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA). E começamos 2018 com boas notícias como o recorde no índice de vacinação da febre aftosa.

É essencial que este importante trabalho em prol da sanidade, que envolve prevenção, planejamento e cuidados, seja certificado internacionalmente. Porque os produtos agropecuários com sua sanidade certificada têm mercado garantido.

Além disso, cuidar da saúde das plantas e dos animais significa cuidar também da saúde da população ao produzir um alimento de qualidade, com saudabilidade – uma das principais diretrizes do governador Geraldo Alckmin para a nossa Secretaria de Agricultura.

Fazemos uma campanha permanente contra a Febre Aftosa, que há 12 anos não é registrada no Brasil e há 20 no Estado de São Paulo – mostrando o compromisso do pecuarista com uma produção responsável. Os criadores de bovídeos sabem da importância da imunização para continuar produzindo, vendendo, gerando renda e agregando valor.

É este compromisso dos nossos criadores que ajudou a CDA a quebrar em 2017 o recorde de vacinação contra a doença durante a segunda etapa, realizada durante o mês de novembro de 2017. Conseguimos vacinar nada menos do que 99,42% do rebanho paulista – total maior do que os 99,36% de 2016.

Foram vacinados 11.072.122 bovídeos. Os 64.166 bovídeos que não tiveram sua vacinação informada ao sistema estão distribuídos em 3.045 propriedades rurais, que estão sendo notificadas pela Defesa Agropecuária. A vacinação contra a febre aftosa é obrigatória e deixar de vacinar ou de comunicar a vacinação sujeita o proprietário a multas.

O rebanho paulista está distribuído em 130.537 propriedades rurais. Na etapa realizada durante o mês de novembro, a vacinação foi obrigatória para todos os bovídeos, independentemente da idade. Durante a campanha, os técnicos fiscalizaram e assistiram a vacinação em um total de 937 propriedades, acompanhando a imunização de 64.491 bovídeos.

Gostaria de agradecer muito aos produtores que se mobilizaram porque a CDA precisa desta colaboração, desta parceria que rende ótimos resultados como este novo recorde. Além de agradecer também às nossas equipes da CDA, que garantiram esse sucesso. Isso nos dá mais condições e segurança para que deixemos de utilizar a vacinação.

Os desafios continuam, a vigilância deve ser permanente. Mas nós temos seriedade, vontade de trabalhar e gente compromissada para vencê-los.

Parabéns à equipe da CDA/SAA e aos produtores rurais que trabalharam pela sanidade agropecuária paulista!

Veja Também

É hora do Renova Bio!

Posted by - 7 de junho de 2017 0
Chegamos a um momento crucial para os biocombustíveis no Brasil com a reunião, nesta quinta-feira, 8 de junho, em Brasília,…

Net @ - sites para internet